A Hospedeira - Stephenie Meyer

Título: A Hospedeira
Autora: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca
ISBN: 978-85-98078-59-5
Nota: 5/5


Melanie Stryder se recusa a desaparecer. Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo.
Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vividas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente.
Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com imagens do homem que ama: Jared,que continua a viver escondido. Incapaz, de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.

Muitas pessoas que veêm o nome da Stephenie Meyer, já vai arrebitando o nariz, mas espere um minutinho e venha conferir esta resenha. 
Este livro eu comecei a ler no colégio a muitos anos atrás, mas na época em que eu emprestei da biblioteca, eu não tive a oportunidade de terminar, anos se passaram até que eu comprei o meu exemplar, porque na época eu estava curtindo a leitura, e não me arrependi nenhum pouco. O livro entrou para a lista dos melhores livros que li no ano.

Na trama a humanidade está praticamente extinta. Acontece que os seres humanos devastaram tanto o planeta Terra, que os alienígenas invadiram o planeta. Nesta invasão, esses alienígenas denominados de 'almas' eram inseridos no corpo dos humanos, a partir da inserção, a pessoa que antes pertencia ao corpo morria, e a alma dominaria tudo sobre o corpo, o comando e as lembranças.
A vida após essa 'reorganização' era perfeito. As pessoas eram gentis uma com as outras, não existia pessoas se difamando, brigas, guerras, mentiras, traição... enfim como eu disse anteriormente, era um mundo perfeito.
Mas em meio a toda esta perfeição, existia um pequeno número de humanos que ainda eram contra essa dominação, eles achavam essa ideia de tomar o corpo de uma pessoa inaceitável, pois se tratava de uma morte, da mesma maneira. Dentre, esse grupo de rebeldes conhecemos Melanie Stryder.
Melanie tem apenas seus 17 anos, perdera os seus pais no início da dominação alienígena e desde então cuida do seu irmãozinho Jamie. Eles vivem sempre escondidos, e como não tem meios de conseguir comida, a Melanie sai para roubar comida. Em uma de suas saídas, ela é encontrada pelos buscadores - que no contexto são como se fossem a ordem do lugar, como se fossem a polícia-, mas como ela prefere a morte a se tornar um deles, ela se joga de um prédio, mas como a tecnologia deles é muito avançada, eles conseguem curá-la.

Com o corpo em perfeito estado, eles inserem uma alma no corpo de Melanie. A escolhida foi a Peregrina, que é uma alma experiente, que já passou por mais de oito planetas. Ela foi escolhida porque, os buscadores querem informações a respeito de onde estão localizados os demais rebeldes.
Porém, quando o alienigena é inserido no corpo, a pessoa de que antes pertencia o corpo desaparece, e no caso a Melanie não deixou de existir. A Peg e a Melanie dividiam a consciência. 
Com o passar da convivência, Melanie começa a liberar suas memórias com a Peg (Peregrina), o que faz com que ela acabe se afeiçoando as suas memórias. E que a leve a largar a sua vida e ir procurar Jamie (seu irmão) e Jared (seu namorado?), elas imaginam que eles possam estar em um lugar seguro que o tio da Melanie Jeb, tenha construído para que os rebeldes pudessem viver tranquilos.
E assim se inicia a jornada das nossas protagonistas.


Quem leu a saga Crepúsculo, e leu este livro percebeu que há uma grande diferença de um livro para outro. Aqui, para mim, foi uma experiência totalmente diferente. Demorei par ler esse livro? Muito, mas valeu a pena. Por se tratar de um gênero do qual eu nunca tinha lido nada - podem me corrigir se eu estiver errada- ficção científica, demorei a me acostumar.
Muitas pessoas acham a história bem arrastada e lenta, não vou mentir porque é, mas temos que ter a noção de que é uma 'pessoa' que esta tendo contato com o nosso mundo pela primeira vez, além de que tem de lidar com os sentimentos humanos. É uma ótima maneira, pois assim nos sentimos parte da história.

Aqui a autora deixou o romance de lado, não é o foco principal nem de longe. Apesar de Melanie e Peg, sendo a 'mesma pessoa' elas são distintas entre si. Os personagens foram muito bem construídos, Tive várias sensações durante a leitura deste livro.
E eu peço a você que tem um certo preconceito com a escritora que de uma chance a este livro. É bem diferente dos que ela escreveu antes deste.
Gostaria que tivesse uma continuação, pois achei o final bem aberto.
Estou doida para ler A Química, que saiu este ano, e pelo que pude ver com a sinopse, segue esta linha de escrita.

10 comentários

  1. Olá!
    Comecei a ler A hospedeira logo quando foi lançado, mas na época não conseguir terminar a leitura. Aí assisti ao filme e gostei bastante. Isso me animou a tentar ler novamente. Dessa vez consegui finalizar. Mas como você disse, é uma leitura bastante lenta e arrastada na maior parte da trama, e isso me incomodou muito. Para mim a história começou a ficar interessante da metade para o final. Por conta disso não gostei tanto do livro, como gostei do filme.
    Concordo com você quando disse que é totalmente diferente da saga Crepúsculo e também estou curiosa para ler A química.
    Beijos.


    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Line!
      É um livro beeem arrastado mesmo,e como você a leitura para mi também só rendeu mesmo da metade para o fim. Fiquei dividida se gostei ou não do filme. Mas confesso gostei mais do Jared do filme, a diferença entre esses dois são gritantes de um para o outro.

      Excluir
  2. Olá tudo bem?
    Confesso que a leitura não me chamou atenção, eu vi o filme e também não gostei muito então vou repassar a dica.
    beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas coisas foram perdidas no filme, como a relação entre a hospedeira e a alma, o que foi uma pena, mas é complicada eles mostrarem isso no filme.

      Excluir
  3. Eu lembro quando eu li esse livro, e como você mesma disse, algumas partes são bem arrastadas, demorei muito para conseguir sair das primeiras páginas, mas depois disso o livro da uma guinada e eu fui me acostumando, e no final eu amei. Esse foi o único livro que eu li da Stephenie Meyer, fiquei curiosa para saber mais sobre A Química.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos!!!

    http://follow-and-breath.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da minha resenha. Sei que a onda de vampiros passou, mas os livros de crepúsculo são bons, na época que eu li eu gostei, até que estou relendo a série.
      Espero que neste ano eu possa ler A Química, pela premissa parece ser incrível.

      Excluir
  4. Oi. Da Stephenie Meyer eu só li a saga Crepuscúleo. A Hospedeira só vi o filme e gostei. Sempre tive vontade de ler o livro e ver se é melhor. Quero agora ler A Química.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia o livro sim, detalhes importante foram omitidos.

      Excluir
  5. OOi Aline!
    Morro de vontade de ler A Hospedeira. Sou fã da Meyer, e nem sei porque ainda não o li. Amo , é um dos meus gêneros preferidos. A premissa do livro é maravilhosa, e sua resenha só me deixou com mais vontade de lê-lo. Um dia ainda leio. kkkkk
    beijoos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Catrine!
      Leia sim, você não irá se arrepender. Não curtia muito o gênero, mas a partir deste livro quero ler mais livros deste gênero.

      Excluir

Nome:
Blog/Site:

Topo