Como eu era antes de você - Jojo Moyes

Título: Como eu era antes de você 
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 318
ISBN: 978-85-8-57-329-9


Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.

Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
Classificação:
Na mesma proporção que esta história me rendeu altas risadas, na mesma medida ela me rendeu lágrimas.
Will Traynor é um homem bonito, bem sucedido e o mais importante: ama a vida! Ele aproveita tudo o que ela lhe oferece da melhor maneira, sempre superando os seus limites. Pratica esportes radicais, e já viajou pelo mundo inteiro. Mas, por um pequeno descuido a sua vida muda drasticamente. Por esse descuido uma moto o atropelou, e por causa deste acidente, agora ele é tetraplégico, com movimentos apenas do pescoço para cima e com muita dificuldade consegue movimentar os dedos das mãos.
"Ser atirada para dentro de uma vida totalmente diferente - ou, pelo menos, jogada co tanta força na vida de outra pessoa a ponto de parecer bater com a cara na janela dela - obriga a repensar sua ideia a repeito de quem você é. Ou sobre como os outros o veem." Pág. 58
Louisa Clark (Lou), mora em uma cidadezinha pacata, que tem a economia voltada para o castelo que existe ali. Lou adora a vida que leva, é acostumada com sua rotina. Mora com a família, pai, mãe, uma irmã que é mais nova que ela mas que já tem um filho, e seu avô que sofreu um derrame que precisa de cuidados, o qual é a sua mãe que os presta. Ela trabalha em um café que fica próximo do castelo, onde já sabe os que os clientes vão pedir, e quem são esses clientes. Mas, tudo muda quando o seu chefe decide fechar o café, e Lou consequentemente é despedida. O salário dela ajudava nas despesas da família, agora sem trabalho como eles irão fazer?
Ela vai a uma agência de emprego, e tenta várias oportunidades, mas não consegue se encaixar em nenhum. Até que surge a vaga para cuidadora de um tetraplégico. É ai que as vidas de Lou e Will se cruzam e que os irão marcar para sempre.
"- Sabe de uma coisa, Louisa? Seria ótimo se alguém, por uma vez, prestasse atenção ao que eu quero. Destruir essas fotos não foi nenhum acidente. Não foi uma tentativa de decoração radical de interiores. Eu fiz isso porque realmente não quero vê-las." Pág. 56
Will que era uma pessoa para cima, alegre de bem com a vida, depois do acidente se tornou uma pessoa sarcástica, fria que não se importa nem um pouco com as pessoas que o rodeiam, odeia tudo e todos. Já Lou é o oposto, cheia de vida, alegre, simpática e usa roupas multicoloridas.

Duvido, quem de vocês que não ouviram falar deste livro, fazia mais de um ano que ele estava aqui na minha estante, mas como eu queria ver o filme, então que eu lesse o livro primeiro, e porque eu demorei tanto para ler?
Em vários pontos da história, ela me cativou e muito, seja por seus personagens ou suas ações. É um livro que conta com personagens impactantes, mas que são ao mesmo tempo carismáticos, daqueles que você queria ter como seus amigos. Te faz ir dos risos as lágrimas em um curto espaço de tempo.

É uma história envolvente, cativante e emocionante. Nos passa uma simples mensagem: VIVA! DA MANEIRA MAIS PLENA POSSÍVEL!!!!
O livro nos mostra que devemos dar valor aos pequenos detalhes do nosso dia a dia, assim como devemos sempre superar os nossos limites e acima de tudo termos sonhos, pois são eles que nos motivam a seguir em frente ir atrás dele, sem sonhos, qual o sentido da nossa vida?

Quotes...

"Precisava dar ao meu filho um lugar para onde olhar. Precisava dizer a ele silenciosamente, que as coisas poderiam mudar, crescer ou fenecer, mas que a vida continuaria. Que todos nós eramos parte de um grande ciclo, algum tipo de arranjo cuja finalidade só Deus poderia entender. Eu não podia dizer isso a elem é claro - Will e eu nunca fomos muito bons em conversar-, mas eu queria mostrar. Uma promessa tática, se preferir, de que existe algo maior, um futuro melhor." Pág. 98

"[...] Você precisa sair daqui, Clark. Prometa que não vai passar o resto da vida enfiada nesta cidade que mais parece uma maldita estampa de jogo americano." Pág. 172

Esta é a primeira resenha que faço uma parte reservada para quotes, tem muitos mais que eu gostaria de colocar aqui, mas iria se tornar um spoiler.

10 comentários

  1. Eu tenho até medo de comentar sobre este livro pois, acho que fui a única pessoa no mundo que não se conectou tanto assim com a trama, pois é, não me emocionei como o resto do mundo... quero ver o filme pra ver se isto muda, rsrs.

    Bj, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa não se preocupe, cada um tem uma opinião. Eu acho que sou a única que não curtiu A Culpa das Estrelas, mas todo mundo ama. Mas assista ta um filme bonito e bem feito.

      Excluir
  2. Oie!
    Esse livro é mesmo muito bonito. Gostei muito do casal, mas senti falta de ter mais os dois juntos depois que descobriram o amor entre eles, sabe?
    Na verdade eu encaro esse livro mais como uma lição de vida, com aprendizados sobre superação e aproveitar a vida em cada momento, como você bem disse, do que uma história de amor em si. Não chorei durante a leitura, mas acho que isso vai acontecer durante o filme, que ainda não assisti rsrs.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Nati, eu concordo com o seu comentário, porque o foco nele não é romance, e sim para nos passar uma lição. E outro ponto que concordo contigo é que eles poderiam ter um tempinho para curtir juntos, pena que por fatos ocorridos não deu :/

      Excluir
  3. Desde que eu vi o trailer fiquei apaixonada pela história, parece muito emocionante, e até já imagino o final, mas deve ser um romance lindo! Gostei muito dos autores escolhidos, mesmo não tendo lido ainda o livro. Espero gostar da leitura.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ambos (livro e filme) me emocionaram muito, fizeram uma ótima adaptação. O Sam Clafin eu já conhecia e adoro o trabalho dele, já o da
      Emilia não conhecia, mas vou ficar mais atenta. Leia e assista, vale a pena.

      Excluir
  4. Olá! Esse livro me emocionou do início ao fim (principalmente pelo fim!!!) e concordo com você sobre a mensagem que ele passa de viver a vida plenamente! Eu assisti ao filme e amei também, chorei a partir da cena do aniversário da Lou e só parei nas letrinhas dos créditos. Em fim, por quê demorou tanto para ler esse livro? Kkkkkkkkk!
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Karla! Como ser indiferente não é mesmo? Fomos duas então kkkk, chorava antes de ver. Demorei para ler porque ia comprando outros e eles sempre furavam a fila kkkk.

      Excluir
  5. Oi Aline, sua linda, tudo bem?
    Você acredita que até hoje não li o livro? Mas assim que saiu o filme não resisti e chorei muito no final. Não consegui aceitar a escolha dele por mais que eu entenda. Ele acabou comigo. Ainda vou ler esse livro, risos.. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Tem muita gente revoltada, mas eu me coloquei no lugar dele, faço muito isso durante as leituras, então por mais que não seja o final que esperamos, temos que aceitar as escolhas. Mas leia sim, os dois são ótimos. Que bom que gostou da minha humilde resenha.

      Excluir

Nome:
Blog/Site:

Topo