O Presente - Cecelia Ahern

O PresenteTítulo: O Presente
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 317
ISBN: 9788581633145

Classificação: 5/5 

Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte e, quando está em casa com a esposa e com os filhos, sua cabeça está, invariavelmente, em outro lugar.
Numa manhã de inverno, Lou conhece Gabe, um morados de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha.
Os dois começam a conversar, e Lou fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações que alguém que tem observado uniões improváveis entre os colegas de trabalho de Lou, como os encontros da moça que usa Loubotions com o rapaz de sapatos pretos...
Ansioso por saber de tudo e manter o controle sobre tudo, Lou entende que seria bom ter Gabe por peto - para ajudá-lo a desmascarar associações que se formam fora de suas vistas - e lhe oferece um emprego.
Mas logo o executivo se arrepende de ter ajudado Gabe: sua presença o perturba. O ex- mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e, além disso, fala umas coisas muito incomuns, como se soubesse do que não deveria saber ...
Quando começa a entender quem realmente Gabe é e o que ele faz em sua vida, Lou percebe que passará pala mais dura das provações.
Esta história é sobre um apessoa que descobre quem é. Sobre uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam, E todos são revelados a ele. No momento certo.

Se você se identificou com esta sinopse, continue lendo esta resenha, e principalmente leiam o livro. Na minha opinião, é um livro em que todos, todas as pessoas devem ler e se perguntar: Será mesmo que vale a pena?
Como vocês passaram de Natal meus lindos? Espero que muito bem, com suas famílias ou com pessoas que são muito especiais para vocês.

Este livro está parado na minha estante a praticamente dois anos, e como o enredo dele se passa no Natal, queria lê-lo nesta época, a resenha tinha que ter ido ao ar até ontem, mas não tinha como, já que terminei a leitura na madrugada de hoje.
" O que está acontecendo? Não estamos nesta vida somente para trabalhar. Estamos nela para viver. Temos que começar a fazer coisas juntos, e isso significa que você tem de fazer algumas coisas por mim mesmo quando não quer e vice -versa. Se não for assim qual o sentido?" Pág. 102
A história é sobre Lou, e a sua vida do cotidiano, que mesmo as vésperas do Natal, uma data para se passar com sua família, ele só pensa em uma coisa: o seu trabalho. 
Ele tem a sua mulher Ruth, a Lucy uma menina adorável com 5 anos e um Pud, um bebê com um pouco mais de 1 ano que ainda não teve a devida atenção do pai, se Lou pegou seu filho no colo por pelo menos 5 minutos em todo esse tempo foi muito. Sempre que está em casa, seus pensamentos está no seu trabalho. Ainda mais que há uma vaga para um cargo prestigiado, e Lou se desdobra ainda mais no trabalho. Na empresa, ele é o exemplo, já em casa a coisa muda.
Ele e Ruth tem um relacionamento distante, embora Ruth ainda seja apaixonada por ele, há uma mágoa ainda em seu coração, já que a seis meses antes ela pegou seu marido dormindo com a babá. Além de que Lou, nunca tem tempo para seus filhos.
Em um dia indo para seu trabalho, logo de manhã, já que sempre era o primeiro a chegar no escritório, perto a porta do prédio ele vê um mendigo que naquela manhã estava sentado sob o chão frio, apenas com um cobertor envolto ao corpo, Lou decide dar um café aquele homem, mas tem uma surpresa quando o rapaz levanta o rosto em sua direção, pois se parece muito com Lou a uns anos mais jovem. Eles conversam e Lou percebe que o rapaz é muito observador e conta alguns detalhes que para Lou são importantes e decide dar um emprego ao mendigo (Gabe), já que o mesmo lhe deu informações interessantes e ele dentro da empresa seria de suam importância.
Mas depois de um tempo, Lou percebe que Gabe, pode lhe causar problemas,  e teme que Gabe possa lhe roubar o seu posto. Mas, algumas coisas acontecem em nossa vida com um propósito não é?
E o fato de Lou ter ajudado Gabe, não é um simples coincidência.

"[...] Não importava o que alcançasse, a sensação de que teria de conquistar ainda mais era infinita. Para ele,  a vida parecia ser uma escada infinita, que desapareceria mo meio das nuvens, inclinando-se de um lado para outro, ameaçando desabar e levá-lo para o chão. Não podia olhar para baixo agora ou ficaria paralisado pelo medo. Tinha que manter os olhos apontados para cima. Para o alto e avante." Pág. 280
Comprei este livro em uma promoção do submarino, em uma compra impulsiva, como muitas que faço. Só conhecia o nome da autora e mais nada. E foi uma das melhores compras que eu fiz, não me arrependo.
Este livro foi um tapa na minha cara. Me diz, quem hoje em dia que não diz que não tem tempo? Gente vivemos hoje na correria, que não damos atenção as coisas minimas do nosso dia a dia, vivemos conforme o relógio manda. E este livro é basicamente sobre isso.

As pessoas estão tão obcecadas - sim pois são isso que elas se parecem-, que não tem tempo para nada, para sua família ou para seus amigos. Esse é o grande mal do momento. Gente esse ano, eu tive a prova viva, essa correria do dia a dia. não nos leva a nada, a não ser a trazer doenças ou a pessoa quase perde a vida. Deve-se dar valor a cada momento que você tem com aquela pessoa especial, seja com os seus amigos, seu namorado (a), marido (esposa), filhos, pai ou mãe, não importa aproveite o tempo que você tem com eles pois amanhã ou no segundo seguinte, pode ser tarde demais.
Precisa -se trabalhar? Sim, se não como sobreviveremos. Mas vale a pena se matar em cima disso?
Pense!
"Você não vai conseguir ficar indiferente a esta história. O novo livro de Cecelia Ahern vai fazer você pensar no tempo, nos laços que criamos e, principalmente, no que estamos fazendo com a nossa vida."
A Editora Novo Conceito é uma das minhas favoritas. Ela tem um cuidado todo especial com seus livros.



Todas as páginas do livro são decoradas, um amor *-* Uma edição lindíssima, para uma história fabulosa. 

3 comentários

  1. Nossa, a estória parece ser bem metafórica. Adorei a resenha e fiquei supee curiosa!

    www.semquases.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha Vanessa. E sim a história é.
      Adorei a sua visita, volte sempre, você será sempre bem vinda.
      Bjux ;)

      Excluir

Nome:
Blog/Site:

Topo