Triplo J - M. M. Azevedo

Triplo JTítulo: Triplo J
Autora: M. M. Azevedo
Editora: Novo Romance - 1ª edição
Número de Páginas: 357
ISBN: 9788568254073

Classificação: 4/5
Jake, James e John são amigo de infância. Cresceram juntos e possuem famílias distintas. O tempo passa, eles crescem e seguem rumos diferentes, cada um em seu distinto ramo de trabalho. A vida estava maravilhosa até um deles se apaixonar pela irmã do outro e começarem a confusão. Logo outro se apaixona por uma garçonete de um restaurante concorrente do seu e o outro se encanta com sua vizinha. Poderia a amizade deles ser abalada diante de todas as confusões?
Poderia a amizade superar tantas adversidades?

Impossível você não adorar o Triplo J: John, Jake e James.
Não recomendado para menores de 18 anos.


John, desde os seus 15 anos, se tornou um rapaz responsável, pois com a morte dos pais teve que terminar de criar a sua irmã Julie. Ele se tornou um grande empresário e para ele as mulheres era apenas para diversão.
Embora Jake tenha tido uma infância conturbada, se tornou um homem de bem e muito bem sucedido. Ele é dono da Strephford Security.
James é o sensato do trio, é ele quem ameniza as situações. Ele é dono de hóteis e uma rede de restaurantes, que é a sua grande paixão.
Aonde eles passam chamam a atenção das mulheres. Eles são muito mais que amigos, são como irmãos. E não se deixam apegar a mulher nenhuma, mas tudo muda quando Meggie, Rachel e Julie, cruzam seus caminhos.
Meggie é filha de uma ex modelo, e sua mãe não se cansa de jogar na sua cara que ela é a responsável por estragar a sua carreira, e também diz que enquanto a filha não emagrecer nenhum homem vai olhar pra ela. A Meggie é gorda? Não, mas aos olhos da sua mãe ela deveria ser bem magra, esses são os parâmetros de beleza da mãe. Até que um dia, ela tem problemas com a fechadura do seu apartamento, e quem a ajuda é o seu vizinho John. Este que começa a investir nela, mas ela não tá nem ai pra ele, porque ela sabe que ele é do tipo de homem, que não leva nenhuma mulher a sério, e ela não seria a primeira.
"— Agradável? – Ele perguntou de novo sorridente — Então hoje, eu descobri que sou uma pessoa diferente e agradável! Depois desse beijo, isso não faz nem um pouco bem para meu ego, mas espero ter a chance ainda de mostrar que posso ser outras coisas..." Pág. 56
Rachel trabalha de garçonete no Santini's. Ela não tem família, a não ser o seu primo Jim. Ela percebe que diariamente uma pessoa vai sempre lá, e a fica observando. Quem a observa é James, que foi um dia ver o restaurante concorrente e viu a moça e desde aquele dia ia lá diariamente para vê-lá, aos poucos vai se aproximando e quando vê esta fazendo parte da vida de Rachel.

Julie é a irmã de John, e queira que os três parassem de trata-la como uma criança, principalmente
Jake. Ela cresceu vendo a amizades dos três, mas com Jake o sentimento vai muito além da amizade, e quando ela descobre que os sentimentos de Jake por ela também vão muio alémm da amizade, Julie começa a investir sem dó.
"No momento que estou com Julie, tudo sai da minha cabeça, tudo que eu quero é sentir o gosto dela, sentir seu cheiro, é beijar tanto que chego a machucá-la, eu perdi a noção de tudo enquanto me afogava naquele beijo, tanto desejo reprimido, tantas vontades, tanta repressão, só me fez ficar mais selvagem, mais intenso, no desespero que me abatia pelo querer e não poder, por querer que ela me amasse como eu a amava, eu não queria ser apenas um capricho, eu queria ser o homem dela, aquele que ficaria com ela para sempre, enquanto eu mordia seu pescoço e machucava seus seios com minhas mãos, o sentir foi mais forte que a razão e foi triste e doloroso o retornar para realidade com os olhos de John em mim." Pág. 88
"— É oficial... Eu casei com o demônio e pari o anticristo! – Minha mãe disse se sentando à mesa da cozinha com as mãos na cabeça e meu pai ao contrário de tudo que pensei finalmente se acalmou, sentou-se e disse meio ofendido.— Eu não sou o demônio..." Pág. 327
Gente, não tem como não amar o Triplo J, em vários momentos  me vi dando risadas  e até gargalhadas, o que não foi muito oportuno quando se está esperando uma consulta em um hospital lotado.
O que eu mais gostei foi que a história  tem uma extra, onde nos mostra os filhos dos três,e  como não podia ser diferente são iguais aos pais, quando mais novos.
A história tem romance, cenas quentes e aventura.
Indico para quem curte um romance e para quem é fã de nacionais. A escrita da M. M. Azevedo, é fluída e ao mesmo tempo muito gostosa de se ler.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Nome:
Blog/Site:

Topo