Padma - Kelly Hamiso

PadmaTítulo: Padma
Autora: Kelly Hamiso
Editora: Novo Século
Número de Páginas: 510
ISBN: 978-85-428-0113-2
Classificação: 5/5 Emoticon heart
Jéssica é uma garota de dezessete anos, estudiosa, bonita e rica, que havia ganhado uma segunda chance. Numa visita á casa de sua avó em São Paulo, conhece um grupo de amigos e Beto, rapaz rebelde que, entre cigarros, bebedeiras e rock'n'roll, está longe de ser o homem ideal, mas sua indiferença o torna irresistivelmente fascinante.Tinha tudo para ser mais uma história de amor, exceto por um detalhe: os dois não sabiam que essa união os transformaria em peças de um jogo entre membros de uma organização e um homem ambicioso; todos manipulados por Arimã, o anjo corrompido.Para que consigam ficar juntos, Jéssica e Beto precisarão revelar segredos, aprender a perdoar, interpretar sonhos e acreditar que não estão sozinhos.Entre vícios, brigas, uma flor que inspira e seres sobrenaturais, está Padma, em busca da luz.

Mais um livro do Desafio de Nacionais, que em breve trago o balanço para vocês.

Comprei este livro confesso que foi por sua capa, me julguem compro livros pelas capas, e não tenho me arrependido das compras já que as histórias são tão lindas quanto as suas capas, e Padma, está neste time.

Não sei se a leitura de Padma, irá agradar a todos, já que ele trata de um tema que divide muito as pessoas, que é a reencarnação. Mas vamos a resenha.

"Nós oferecemos o amor,Eles oferecem o poder;De que Lado você ficaria?"

Jéssica apesar de ter apenas 17 anos, é uma moça muito bem sucedida, ela tem a vida que toda garota gostaria de ter, menos ela. Jéssica mora em NY, com eu motorista Sérgio, que ela o vê como um grande amigo e como um pai, já que o mesmo foi morto. Jéssica não vê regularmente a sua mãe, e para não depender da mãe para sobreviver , ela como sendo uma moça bonita entra para a vida de modelo, o que dá tão certo que pra ela nunca falta trabalho. Mas o que Jéssica, mais quer é viver perto da sua família, que mora toda no Brasil, mas Sérgio diz que sua vida está ali e não lá. Além de que Jéssica pelo menos uma vez na vida quer poder sair nas ruas sozinha sem ninguém ao seu lado.

Logo nas primeiras páginas do livro eu fiquei tão perdida como a própria protagonista, ela tem sonhos sobre uma moça que era filha de um ferreiro e que fora prometida a um governante, mas a moça já tinha alguém para ocupar o seu coração mas seria uma relação impossível, já que o rapaz era um rebelde. E conforme vão passado as páginas, ela tem outros sonhos que vão se completando, assim como ela eu percebi que eles tinham que ter alguma relação com ela, porque se não tivesse porque ela tinha que tê-los quase toda a noite?
"Quando o rei lhe cedeu aquele vasto chão de terra, o senhor saiu gritando aos quatro ventos que ali seria um lugar invejável, no qual as pessoas poderiam viver em liberdade, criar seus filhos, ter um pedaço de terra para plantar e construir suas casas.[...] Com o passar dos anos, quando toda aquela terra estava povoada, o senhor conheceu o feiticeiro, um homem que podia mandar no tempo, no vento e na morte. Com a aliança dos dois, o vilarejo se tornou o paraíso construído no meio do inferno. [...] - Pág. 9
O Sérgio começou a trabalhar para a família da Jéssica quando ela tinha 5 anos e de lá pra cá, sempre esteve muito presente na vida da moça, ele era quem via quais contratos a menina tinha que assinar, onde ela ia e com quem entrava em contato. Para se ter uma ideia, os únicos homens com que Jéssica tinha contato eram ele e o maquiador, que era gay. Pegaram alguma coisa aqui? Porque de cara quando li a primeira página eu percebi.

Com muita insistência da Jéssica, eles foram finalmente para o Brasil, o que planejaram ficar uma semana. Chegando as terras brasileiras, Jéssica tinha se esquecido como era o tratamento de sua mãe, uma mulher que tinha uma relação muito distante da filha e muito preocupada com seus compromissos, já que após a morte de seu marido, assumiu todos os seus negócios.
Após o encontro 'caloroso' com a mãe Jéssica vai visitar a avó em São Paulo , mal ela sabia que essa visita iria mudar a sua vida. A avó é totalmente o oposto da mãe, assim como sua madrinha e seu tio Xande.
No primeiro dia que estava na casa da avó, por volta das 6 hrs da tarde Jéssica escutou o barulho de uma moto e viu um motoqueiro passar mas não conseguiu ver o seu rosto, o que se repetiu por dias .... até ir a casa de uma das vizinhas de sua avó e conhecer Bel e seus irmãos , Bento  e Beto.
Como logo, se tornaram amigas Jéssica começou a sair cm Bel que consequentemente saia com a turma de seus irmãos, o que Xande assim como Sérgio queriam evitar. Mesmo Beto, não dando a minima atenção a Jéssica,  a moça fica intrigada com ele.
"Ela sempre fora excluída dos problemas. Achava que a maior maldade do mundo era a morte. [...] Pág. 37
Beto é totalmente o oposto de Jéssica, ele é o rapaz tipico bad boy, que só usa camisetas pretas, tenis gastos, cabelo com uma franja cobrindo o eu olho, e uma alergia incessante no nariz. O Beto é o 'chefe' , tando da 'oficina', quanto da sua casa, já que após a morte de seu pai, as contas para pagar e colocar comida em casa e como sendo o mais velho, tinha que descobrir uma maneira de driblar a situação. Mesmo esta maneira sendo uma ida em volta.
Quando ele conhece Jéssica, ele tenta manter distância, tenta ignorá-la, mas é algo impossível, pois por mais que ele tente ficar longe algo o chama para perto. Mas ele sabe que se envolver com ela será algo terrivelmente perigosos para ambos.

Eu comprei o livro pela capa, e eu não leio as sinopses dos livros quando compro, gosto quando eles me surpreendem, e este me surpreendeu tanto que entrou para minha listas de favoritos.
Quando eu comecei a ler já tinha mais ou menos como iria terminar o enredo, mas não foi bem como eu imaginei que seria. Houveram tanta coisas ao longo dessas 510 páginas, que deram o tempero perfeito para a história.

A escrita da Kelly Hamiso, é uma delícia de se ler, já que é de uma escrita fluída e de fácil entendimento. Depois que eu terminei a leitura fui fazer uma nova leitura da capa do livro, e ela é perfeita, não consigo imaginar uma capa mais adequada que esta.
Eu não posso falar mais porque, uma que vai ser spoiler e outra que a resenha já tá bem grande. A única coisa que digo é que eu recomendo, e que todos independentes de seus erros, tem  a chance de ter uma segunda chance independente de ser pedindo perdão a alguém ou até mesmo em uma segunda vida, essa pessoa pode sim ser melhor, basta apenas ela querer.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Nome:
Blog/Site:

Topo